domingo, 31 de janeiro de 2010

Quanto Lhe Custou Seu Desenvolvimento?

Pergunta estranha Né?
Mas Ela é cada vez mais corriqueira
entre os Novatos da Umbanda.

Antigamente Vc Entrava para a Corrente de um
Terreiro,Bastava Sua Fé, Força De Vontade,
Crença, E o Restante Vc Aprendia no Dia a Dia
das Giras.

* Hoje Tem Alguns Lugares Que Antes do Irmão
Adrentar na Corrente Ele Tem que Fazer Um Curso
de Desenvolvimento, E Depois um Curso De Medium.
Que Acham Disso?

Agora Pergunto:

Porque a Simplicidade Não Satisfaz?

Porque Conviver Com Essas Modernidades da Umbanda?

Diante Mão Se Eu Estiver errado Pesso Ago aos Irmãos!

Também aprendi, pratico e tento ensinar, uma Umbanda
pé no chão.
Uma Umbanda sem "Mistérios" e sem "Grandes Reveladores
dos Mistérios".
Uma Umbanda guiada pelas palavras dos Preto-velhos,
Caboclos, Exus, etc.
Só Esses Sabem quando Pode Revelar Um Mistério!
Aprendi Umbanda batendo a cabeça no Conga e o joelho
no chão do terreiro.
Aprendi Umbanda limpando "cuspido" e desentupindo cachimbo
de Preto-Velho.
Aprendi Umbanda com meu Zelador de Santo e com os erros e
acertos meus e dos
Meus irmãos. E principalmente conversando e observando as
Entidades dentro
do Terreiro.

Na Umbanda que aprendi, pratico e tento ensinar para meus
filhos, não existem "Mestres". Caboclo é Pai, Cabocla é Mãe.
Orixás São Pai e Mãe. Preta-Velha e Preto Velho São Vó e Vô.
E assim por diante.

O Sapato, por melhor que seja, sempre fica do lado de fora da
corrente. A roupa não requer Luxo, desde que seja branca, esteja
limpa e passada, está ótimo.
As Velas são Coloridas por Questões Ritualísticas de cada terreiro,
Mas Podem Ser Todas brancas também, Sem Perder o Ritualismo e a Magia
que se Espera Alcançar.

A Umbanda, em minha opinião, É Linda porque é simples. Um copo d'água,
Uma vela branca e pronto. Deus se manifesta, e como se manifesta.

O Terreiro é nossa maior escola. A cada trabalho uma aula. Nunca uma
Aula é Igual a outra. E não se cobra nada pelo ensinamento, apenas
humildade, amor,Respeito e Dedicação.

Sarava Nossa Querida Umbanda!!!

7 comentários:

Marcos Roberto disse...

Concordo no se que se refere à simplicidade, mas discordo no que se diz respeito aos estudos. Para tudo na vida estudamos: quando crianças, para aprender a escrever, a contar; quando adultos, estudamos para nos tornarmos profissionais competentes naquilo que fazemos. Por que na religiosidade deveria ser diferente? Antigamente, na Umbanda, os "mistérios" raramente eram revelados aos filhos de fé, restando sempre a mesma explicação de que "não estávamos preparados para conhecer esses mistérios". Hoje em dia, essas justificativas não nos fazem mais sentido. Estamos na era da informação, do conhecimento e muita, muita coisa nos é permitido saber. Pra que estudar? Estuda-se para entender-se mais como funciona a espiritualidade como um todo, para conhecer o funcionamento de um terreiro e os seus trabalhos (no físico e no astral) e principalmente para o médium errar menos. Estudar é preciso e é urgente em nossa religião, tanto para popularizar o conhecimento quanto para termos Umbandistas melhor preparados para estes novos tempos. Por isso podemos e devemos preparar melhores médiuns com cursos sim! Ninguém tem como evitar que um médium que tenha estudado e até se dedicado faça alguma besteira, afinal, ele e todos nós somos humanos e erramos, mas ainda assim, aquele que estuda tem menos chances de errar.
Há os que dizem que cursos e conhecimentos podem interferir durante os trabalhos mediúnicos. Estes não pararam pra pensar que, quem se permite interferir com o conhecimento, também se permite interferir com a ignorância. Por isso, o risco de interferências com novas informações é idêntico ao com velhas e distorcidas informações. Nada justifica a ignorância com os fundamentos da sua religião. Seja ela qual for. Os cristãos, budistas, evangélicos, kardecistas e tantos outros estudam suas religiões e doutrinas, por que nós Umbandistas não deveríamos? Somente porque temos contato direto com a espiritualidade? Os Kardecistas também o tem e sempre foram estimulados pelos espíritos de Luz a estudar sempre! Isso é evolução, meus irmãos! E ninguém evolui sem conhecimento, pois a ignorância está para as trevas assim como o conhecimento para a Luz! Estudo é evolução! Ou alguém pensa que caboclo e preto velho nunca estudaram pra fazer o que fazem e receitarem o que receitam? Estamos aprendendo sempre, aqui ou na espiritualidade. Nunca deixamos de aprender nada, pois somos Eternos.
Pra finalizar, justifico ainda a necessidade do estudo na Umbanda simplesmente porque nos falta uma consciência religiosa e não de terreiro. Por falta dessa consciência, a Umbanda perdeu espaço para seitas neo-cristãs. A falta de conhecimento e dessa consciência resultou em erros imensos e condutas pessoais de dirigentes e médiuns que pensavam e agiam como bem entendiam, não tendo absolutamente nada em comum com o que a espiritualidade pregava, abrindo espaços para críticas e acusações contra a Umbanda. Muitas pessoas, ainda despreparadas, mal instruídas e até mal intencionadas, abriram os seus Templos criando sua própria Umbanda e dando vasão a seus emocionais desequilibrados e seus vícios religiosos, além dos que exploram até hoje a fé alheia, pois não se conformaram em serem liderados e queriam eles mesmos serem os líderes bajulados ou temidos. Médium instruído não cai nesses embustes e reconhece facilmente os "falsos profetas". Só estudando vamos nos melhorar e melhorar a nossa querida Umbanda. Quando todos nos concientizarmos disso, estaremos falando mais a mesma língua e dando menos munição para aqueles que são contra a nossa religião. Que Olorum abençoe a todos nós com as qualidades de nossos queridos Orixás.

Grazielle disse...

Lindas suas palavras e, creio serem verdadeiras.
Iniciei o meu desenvolvimento mediúnico recentemente, há 1 ano e meio. Ao meu ver, no século XXI, o estudo é sim o caminho ideal e programado pela espiritualidade para sermos "apresentados" a essa religião tão rica e encantadora que é a Umbanda. Nota-se a quantidade de literaturas psicografadas de maneira séria e coesa além de inúmeras iniciações magísticas abertas ao nosso plano .O estudo da teologia e teogonia nos levam a avaliações críticas e verdadeiras; pondo fim aos dogmas e abusos os quais, graças à Deus, só os conheço por relatos. A beleza e a simplicidade da Umbanda ao meu ver, tem que estar aliada à discernimento, estudo, doutrina, disciplina, dedicação e amor. Orientados sim pelas nossas amadas entidades, com os pés no chão batido, vestidos de branco mas, acima de tudo com médiuns sedentos conhecimento. Essa é a Umbanda que escolhi para amar e praticar.
Abraços!!!

como fechar minha conta disse...

Parabéns!!!...é disso que nossa maravilhosa Umbanda precisa,pessoas sérias que levem o verdadeiro nome de Ubambanda SIMPLICIDADE.....
Porém o estudo,a busca por informações só acrecenta em matéria de sabedoria.
Abraço!!!
Jorge Dutra
Centro de Umbanda T.U.C.T

João disse...

Parabéns sabias palavras aonde o amor a caridade esta presente é verdade é no dia a dia no terreiro que vamos descobrindo o quanto é importante nossa fé .

João M.Moraes

WESLEY SILVERIO disse...

Oi tudo bem? Primeiramente, gostaria de te fazer uma pergunta: quem você é dentro da religião espírita?
Eu participei de uma casa de umbanda durante um ano, neste período eu acredita cegamente e tinha muita fé, quando eu estava com uns 7 meses eu comecei a incorporar sempre completamente consciente, quando estava quase completando um ano eu comecei a desconfiar de tudo, ate de mim mesmo, "me explique esta parte": eu comecei a analisar cada medium do terreiro, e comecei a ver falhas ate do pai do terreiro, algumas vezes eles incorporados erravam nas adivinhações, alguns trabalhos nao davam certo, estes fatos me afastaram e eu observei isto em 3 terreiros, 2 de umbanda e 1 de candomblé! Eu já incorporava quase todos os meus guias só faltava meu orixá xango, este eu nunca consegui!
As vezes parecia que as palavras que saiam da minha boca, eram idéias minhas e nao das entidades, por isso me afastei!
Mas quando me afastei, não fiço nada pra fechar a linha, na sua opinião faz alguma diferença?
Gostaria que você comenta-se sobre o que eu escrevi!
ficarei aguardando, obrigado!

WESLEY SILVERIO disse...

Oi tudo bem? Primeiramente, gostaria de te fazer uma pergunta: quem você é dentro da religião espírita?
Eu participei de uma casa de umbanda durante um ano, neste período eu acredita cegamente e tinha muita fé, quando eu estava com uns 7 meses eu comecei a incorporar sempre completamente consciente, quando estava quase completando um ano eu comecei a desconfiar de tudo, ate de mim mesmo, "me explique esta parte": eu comecei a analisar cada medium do terreiro, e comecei a ver falhas ate do pai do terreiro, algumas vezes eles incorporados erravam nas adivinhações, alguns trabalhos nao davam certo, estes fatos me afastaram e eu observei isto em 3 terreiros, 2 de umbanda e 1 de candomblé! Eu já incorporava quase todos os meus guias só faltava meu orixá xango, este eu nunca consegui!
As vezes parecia que as palavras que saiam da minha boca, eram idéias minhas e nao das entidades, por isso me afastei!
Mas quando me afastei, não fiço nada pra fechar a linha, na sua opinião faz alguma diferença?
Gostaria que você comenta-se sobre o que eu escrevi!
ficarei aguardando, obrigado!

GREEN CAT SIDHES disse...

Eu concordo que devemos estudar para tudo,mas vejo em certos escritores como Rubens a pretensão de ser detentor dos mistérios e o canal para estes,

sendo que acaba-se com isso inventando cursos e mistérios para que estes mesmos cursos sempre estejam existindo e dando um novo motivo para pessoas já formadas estarem trazendo lucro aos que realizam eles...


Creio que deve-se ficar atento a isso,sendo que já cheguei a ouvir de pessoas formadas em tais cursos que elas sabiam mais que seus guias etc e tal...

Sabedoria,conhecimento,aprendizado devem existir para compreensão dos mistérios,para discenir o que realmente é o mistério da Umbanda e para evitarmos os charlatões,mas tbm é preciso ficar atento aos que estão ai escrevendo e monopolizando o conhecimento,

dizendo -se mistérios vivos e canais de uma verdade que claramente tem elementos pessoais de quem escreve...

Minha forma de pensar;acho que devemos sim é ficar atentos e filtrar informações não as colocando como verdades absolutas,creio sim na sabedoria de preto velho,


na sabedoria de caboclos se estudaram ou não pra isso tenho certeza que não desembolsaram qualquer valor absurdo para tal,nem se colocaram como canal especial entre eles a espiritualidade maior e os homens...